As estatísticas não fornecem uma resposta exata sobre quantos homens têm problemas sexuais, porque a avaliação do conceito de disfunção erétil é subjetiva para todos. Somente médicos formulam a disfunção erétil com mais precisão.

Desejos e oportunidades

A disfunção erétil é a incapacidade de fazer sexo com a qualidade que satisfaça ambas as partes. Mas se parece que o navio do amor está à deriva e suas velas não estão soprando, não há razão para entrar em pânico! Para os cientistas, problemas de ereção podem ocorrer para qualquer pessoa, e mesmo um homem perfeitamente saudável não tem 100% de garantia de sucesso no sexo.

Uma ereção ocorre quando o sinal de excitação enviado ao cérebro faz com que as artérias penianas relaxem. O suprimento de sangue aumenta muitas vezes e o pênis incha. Se o cérebro não envia os impulsos certos ou os vasos sanguíneos não respondem adequadamente, a ereção é perdida ou não ocorre. Existem muitas razões físicas (violação do limite do consumo de álcool, efeitos colaterais das drogas, etc.) e psicológicas (insegurança, dúvidas, raiva, estresse etc.) para o bom andamento desse processo.

Se as falhas se repetirem e se tornarem comuns por seis meses ou mais, pode valer a pena no início reconsiderar sua atitude em relação a um relacionamento íntimo, seu parceiro e mudar alguma coisa em sua vida normal. Às vezes, os homens (especialmente com mais de 60 anos) escolhem a prevenção completa como uma das soluções para o problema da ereção e consideram a reconciliação com o problema o melhor remédio. Outros, com disfunção erétil, estão procurando um novo parceiro.

Isso geralmente acontece quando há um sério desacordo com o parceiro existente e ele não deseja resolver os problemas da vida íntima, ou o homem não tem um parceiro permanente. Note-se, no entanto, que uma mudança de parceiro nem sempre resolve a situação.

Problemas de disfunção erétil podem ocorrer em qualquer idade, tanto em jovens como em homens de meia idade. É claro que, com a idade, os distúrbios de saúde, que também afetam a qualidade da vida sexual, estão se tornando cada vez mais comuns, os cientistas notaram que nos últimos anos, não apenas os homens de meia idade, mas também os de 20 a 30 anos de idade têm se queixado de dificuldades de ereção. Eles experimentam disfunção erétil na maioria dos casos devido ao estresse ou uma mudança de parceiros. As chances são para todos.

Se a disfunção erétil é comum ou se tornou um pesadelo, é necessária uma verificação de saúde, pois as ereções são afetadas pela saúde geral do homem, bem como pela atividade física, tabagismo e uso de álcool. Também pode haver um problema na cabeça – a qualidade da vida sexual é afetada por tudo que uma pessoa sente, como percebe o que experimentou. Na ausência de problemas urinários ou genitais, distúrbios hormonais, diabetes, hipertensão, doenças nervosas, cardiovasculares ou outros distúrbios, uma barreira psicológica para desfrutar do prazer com um parceiro é uma ereção durante a masturbação, divórcio estressante grave, perda de emprego etc., depressão ou outras experiências.

Hoje, a qualidade da vida sexual também pode ser melhorada pelos homens após os 50-60 anos, porque a disfunção erétil pode ser evitada em qualquer estágio. O primeiro passo é uma visita a um urologista. Dependendo da causa do distúrbio, talvez você também precise consultar um cardiologista, endocrinologista ou outro especialista, pois o tratamento depende da causa, não da manifestação. Um problema pode resolver muitos outros!

Às vezes, a disfunção erétil pode ocorrer tão repentinamente quanto antes, mas se persistir, a medicação ajuda. Medicamentos para ereção não são algo para se temer. Estudos mostram que o medicamento não só ajuda a alcançar uma ereção, mas também a mantê-la por mais tempo. Saiba mais aqui também https://informacaoblogger.com/zyndrox-funciona/.

Mesmo que o desejo ainda coincida com a capacidade, movimentos e exercícios regulares desempenham um papel importante na prevenção de distúrbios circulatórios. Um estilo de vida saudável, uma dieta saudável, parar de fumar e álcool também afastam falhas acidentais no momento mais responsável. A abstinência prolongada de uma vida sexual completa é tão desnecessária para a saúde quanto o abuso sexual.

ejaculação precoce (também chamado de “ejaculação precoce”) é um distúrbio sexual que afeta cerca de 1 em cada 5 homens na França. Este fenômeno não é incomum, e não é uma doença!

Problema: em alguns casos, a ejaculação muito rápida pode ser (muito) frustrante para os parceiros … E, a longo prazo, essa dificuldade pode até causar tensão no casal. Aqui estão 8 dicas que funcionam para atrasar a ejaculação:

  • Estenda as preliminares . Se o seu parceiro achar difícil aguentar o tempo, peça que ele não o penetre até o último momento, ou seja, quando sua excitação é máxima. Faça as carícias, os beijos duram, se masturba … Penetração não é essencial para o prazer!
  • Incentive seu parceiro a se masturbar regularmente durante o dia (se ele tiver a possibilidade): ele provavelmente será mais duradouro quando encontrar você à noite.
  • Tente o método “pare e vá”: masturbar seu parceiro até que ele esteja à beira da ejaculação. Pare rapidamente (enquanto a emoção diminui um pouco) e depois retome suas carícias. Pratique esse “jogo” por 5, 10 e 15 minutos. Em seguida, substitua a masturbação pela penetração e comece a aprender novamente. Em geral, bons resultados são obtidos após 3 meses, devido à prática diária.
  • Caso contrário, tente a técnica de “espremer”: desenvolvida por sexólogos, consiste em masturbar seu parceiro até a ejaculação ser iminente. É necessário pressionar a glande por alguns segundos, o tempo em que a necessidade de ejacular desaparece. Repita até que você possa segurar esse “jogo” por 15 minutos e depois prossiga para a penetração, com o mesmo princípio.

Na França, a ejaculação precoce afeta aproximadamente 1 em cada 5 homens

  • A maioria das lojas de amor vende “sprays retardadores” muito eficazes: feitos com lidocaína, dessensibilizam parcialmente a glande e ajudam a prolongar a relação sexual. No entanto, tenha cuidado para não abusar, com o risco de anestesiar completamente o pênis …
  • Na França, existe um medicamento contra a ejaculação precoce: Priligy (dapoxetina). Vendido apenas mediante receita médica, atrasa a ejaculação e prolonga a duração da relação sexual. Pergunte ao seu médico.
  • De acordo com uma pesquisa realizada pela marca Zava entre 1024 adultos na Europa e nos Estados Unidos em maio de 2018, para atrasar a ejaculação, 19% dos homens pensam em seu trabalho, 15% pensam em uma pessoa considerada “não- atraente ”, 11% praticam aritmética mental e 5% pensam … em um membro da família. Porque não
  • anel peniano é um brinquedo sexual especialmente projetado para retardar a ejaculação. Concretamente, é um anel de borracha (ou silicone) que é colocado na base do pênis e que o rodeia. Para testar!

Ejaculação precoce, ejaculação rápida: definições

Ejaculação masculina: definição

A ejaculação é controlada pelo sistema nervoso central. Quando os homens são estimulados sexualmente, os sinais são enviados para a medula espinhal e o cérebro. Quando os homens atingem um certo nível de excitação, os sinais são enviados do cérebro para os órgãos reprodutivos. Isso faz com que o esperma libere do pênis (ejaculação).

A ejaculação tem 2 fases: emissão e expulsão.

Leia também o artigo sobre “O que fazer para não gozar rápido?”

A emissão ocorre quando o esperma passa dos testículos para a próstata e se mistura com o fluido seminal para produzir esperma . Os canais deferentes são tubos que ajudam a mover o esperma dos testículos através da próstata para a base do pênis (quando falamos de apenas um desses tubos, estamos falando do canal deferente).

A expulsão ocorre quando os músculos da base do pênis se contraem. Isso força o esperma para fora do pênis. Geralmente, a ejaculação e o orgasmo ocorrem ao mesmo tempo. Dito isto, alguns homens podem ter um orgasmo sem ejacular. Na maioria dos casos, as ereções desaparecem após esta fase.

Ejaculação precoce: quando falamos sobre esse distúrbio?

A ejaculação precoce ocorre quando um homem ejacula mais cedo durante a relação sexual do que ele ou seu parceiro gostaria. A ejaculação precoce é uma queixa sexual comum. As estimativas variam, mas até 1 em cada 3 homens afirmam ter esse problema em algum momento.

Enquanto isso raramente acontece, não há com o que se preocupar. No entanto, você pode ser diagnosticado com ejaculação precoce se:

  • Sempre ejacular dentro de 1 minuto após a penetração.
  • Não pode retardar a ejaculação durante a relação sexual com frequência
  • Você se sente angustiado e frustrado e, como resultado, evita a intimidade sexual.

Fatores psicológicos e biológicos podem desempenhar um papel na ejaculação precoce. Embora muitos homens se sintam envergonhados de falar sobre isso, a ejaculação precoce é uma condição comum e tratável. Medicamentos, conselhos e técnicas sexuais que retardam a ejaculação – ou uma combinação dessas – podem ajudar a melhorar o sexo para você e seu parceiro.